quinta-feira, 4 de maio de 2017

INSS neutraliza desvio de fundos

O Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) acaba de neutralizar um esquema fraudulento de desvio de fundos que vinha prejudicando os trabalhadores de uma empresa nacional na área de prestação de serviços, no tocante às suas contribuições à Segurança Social, cujo valor total ascendia a 100.000 Meticais.

Com esta operação, foi possível desmontar uma rede que envolvia um contabilista particular que prestava serviços à empresa defraudada e trabalhadores de uma agência bancária na Cidade de Maputo. De acordo com Sarmento Senda, delegado do INSS ao nível da Cidade de Maputo, tal desvio foi descoberto “em resultado da campanha de cobrança de dívidas às empresas devedoras”. Foi na sequência desta campanha, iniciada a 22 de Março último, que se fez a abordagem à referida empresa, supostamente devedora, tendo esta apresentado comprovativos em como teria liquidado em tempo útil as suas contribuições.

Contudo, ao se proceder às investigações, apurou-se que os referidos montantes nunca haviam sido canalizados ao INSS, pois “eram levantados no banco e divididos entre os comparsas do desvio”. Entretanto, e também em resultado da auditoria interna do INSS, foi possível descobrir uma fraude praticada por um funcionário da contabilidade ao nível da delegação provincial de Inhambane.

De acordo com a delegada do INSS na província de Inhambane, Nura Remane, o referido funcionário conseguiu obter uma cópia da chave do cofre da instituição e, de forma continuada, vinha retirando determinados valores do fundo de maneio, que ascenderam, até ao momento a 3.800 Meticais.

“Em resultado das evidências, está a decorrer o respectivo processo disciplinar, em paralelo com o processo criminal. Tendo em conta o tipo da infração cometido, o colega poderá ser expulso da instituição, pois existem fortes indícios de ele ter agido de forma reiterada com dolo e consciência”, acrescentou.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2pMijLJ

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário