sexta-feira, 23 de junho de 2017

Explosões deixam pelo menos 40 mortos em duas cidades no Paquistão

Bombas deixaram pelo menos 40 mortos no Paquistão nesta sexta-feira, com um carro-bomba matando pelo menos 13 pessoas na cidade de Quetta, e duas explosões matando pelo menos outras 27 na cidade de Parachinar, informaram autoridades. Um ataque separado na cidade de Karachi, no sul, matou quatro polícias também nesta sexta, de acordo com uma autoridade de segurança. Sete polícias morreram no primeiro ataque, em Quetta, que aconteceu quando os agentes pararam um carro para fiscalização num posto de controle.

Abdul Razzaq Cheema, diretor-geral da polícia da província do Baluchistão, disse à Reuters que o agressor detonou um carro cheio de explosivos.

Pelo menos 13 corpos foram levados para um hospital, junto com 19 pessoas feridas, disse Wasim Baig, um porta-voz do Hospital Civil de Quetta. Nove agentes de segurança estavam entre os feridos, disse Fareed Sumalan, um médico do hospital.

O Jamaat ur Ahrar, um grupo dissidente do Taliban, reivindicou responsabilidade pelo ataque numa mensagem enviada à Reuters pelo porta-voz Asad Mansur. "Os nossos ataques vão continuar até que um verdadeiro sistema sharia seja estabelecido no Paquistão," disse o porta-voz, referindo-se a lei islâmica.

Durante a noite, centenas de quilómetros ao norte do país, duas explosões na cidade de Parachinar deixaram ao menos 27 mortos, disse à Reuters uma autoridade do governo.

As explosões aconteceram num mercado, separadas por 3 minutos uma da outra, disse o agente do governo Wazir Khan Wazi. Parachinar fica próxima da fronteira com o Afeganistão.

Muitas pessoas estavam no local comprando comida para o iftar, a refeição na qual os muçulmanos quebram o jejum diário que realizam durante o mês sagrado do Ramadão, que termina nesse final de semana.

Nenhum grupo reivindicou responsabilidade pelas explosões em Parachinar.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2sMal6E

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário