segunda-feira, 17 de julho de 2017

Hamilton vence em Silverstone e reduz vantagem de Vettel para um ponto

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu o Grande Prémio da Grã-Bretanha de Fórmula 1 pelo quarto ano seguido neste domingo, enquanto Sebastian Vettel, da Ferrari, teve um pneu furado na penúltima volta que reduziu para um ponto sua vantagem na liderança do campeonato.

O britânico venceu de ponta a ponta em uma corrida sem muitos eventos e dominada pela Mercedes. Valtteri Bottas chegou 14 pontos atrás de Hamilton e garantiu a dobradinha da equipe.

"O apoio foi incrível neste fim de semana. Estou muito orgulhoso de poder fazer isso para todos vocês", disse Hamilton que atirou-se sobre os adeptos depois da comemoração no pódio.

"A equipe foi precisa neste fim de semana, Valtteri também fez um trabalho incrível, então foi um fim de semana perfeito para nós."

Bem atrás de Hamilton, que chegou à sua 57ª vitória diante de torcedores felizes e acenando bandeiras, houve drama. Vettel, que parecia que chegaria em terceiro até ter o pneu furado, terminou em sétimo e o seu companheiro de equipe, o finlandês Kimi Raikkonen, fechou o pódio.

"Não havia sinal do que estava a acontecer", disse Vettel no rádio. "Havia alguma vibração, mas tive isso por 20 voltas e não ficou muito pior. Os pneus não estavam fantásticos, mas eles nunca estiveram fantásticos."

Na metade do campeonato de 20 corridas, Vettel soma 177 pontos contra 176 de Hamilton. Bottas é o terceiro com 154.

O Grande Prémio da Hungria, onde Hamilton já venceu cinco vezes, é a próxima prova do campeonato.

Hamilton tornou-se, com a vitória, o terceiro piloto, junto com o falecido britânico Jim Clark e o francês Alain Prost, a vencer cinco vezes o Grande Prémio da Grã-Bretanha e o primeiro a conquistar quatro triunfos seguidos em Silverstone. Clark ganhou o GP britânico quatro vezes seguidas na década de 1960, mas uma delas foi em Aintree e outra em Brands Hatch.

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, terminou em quarto, à frente de seu companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo.

O alemão Nico Huelkenberg, da Renault, fechou em sexto, ao passo que os carros da Force India chegaram em oitavo e nono --com o francês Sebastian Ocon e o mexicano Sergio Pérez, respectivamente.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2t66IrG

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário