quarta-feira, 2 de agosto de 2017

70 migrantes feridos na travessia de fronteira espanhola

Perto de 70 migrantes originários da África Subsariana ficaram feridos quando tentavam transpor, terça-feira, uma vedação de arame farpado que separa o norte de Marrocos do enclave espanhol de Ceuta, anunciou a Cruz Vermelha.

A Polícia local revelou que 200 pessoas rumaram para a fronteira em direção à Europa e das quais perto de 60 conseguiram entrar em território espanhol. Os migrantes atravessam a fronteira frequentemente, ou passando pelas vedações de arame farpado para entrar nos dois enclaves do norte de África, designadamente Ceuta e Melila, ou tentam nadar ao longo das linhas costeiras marroquinas.

O número de migrantes que entraram em Espanha via Ceuta e Melilla aumentou mais que o dobro nos primeiros seis meses do ano, comparado com o mesmo período do ano passado, e passou para três mil e 200, segundo o Ministério espanhol dos Negócios Estrangeiros.

Uma vez entrados nos dois enclaves, os migrantes são ou repatriados ou encaminhados para o território espanhol donde muitos deles partem para outros países da Europa.

Os migrantes utilizaram tesouras para poder passar pelo arame farpado, indicou um porta-voz do Governo de Ceuta. Entre mil e mil e 500 pessoas estão nas matas em redor do enclave, à espera da menor ocasião para ultrapassar a fronteira, indicou a Cruz Vermelha, que acrescentou que 14 pessoas foram hospitalizadas.

A última grande vaga de chegadas a um dos enclaves remonta a maio deste ano, quando perto de 300 migrantes tentaram transpor a fronteira de arame farpado em Melila, e dos quais perto de 100 conseguiram atravessar a fronteira.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2ujGDoY

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário