quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Menina morta, decepada cabeça e extraída órgãos em Cabo Delgado

Uma adolescente de 13 anos de idade foi assassinada, decepada a cabeça e extraída os órgãos, na semana passada, no distrito de Mueda, província de Cabo Delgado, por pessoas desconhecidas e a Polícia acredita tratar-se de traficantes de órgãos humanos.

A miúda, identificada pelo nome de Doroteia Luís, foi interpelada na via pública pelos supostos assassinos, arrastada para o mato e morta.

De seguida, os bandidos “deceparam a cabeça” da vítima, “extraíram os seus órgãos digestivos, genitais e o coração”, contou Cláudio Langa, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM).

Sem avançar mais pormenores sobre o caso, o agente da Lei e Ordem disse que decorre uma investigação no sentido de se saber quem foram os protagonistas do acto macabro.

Para além deste crime, um jovem de 26 anos de idade morreu nas mãos de populares, no distrito de Monapo, província de Nampula, supostamente por ter sido surpreendido a roubar.

Não se sabe quem teria incitado à violência que acabou em tragédia, mas a PRM assegurou estar já no encalço dos supostos assassinos.

O corpo do malogrado foi depositado na morgue do hospital local e “diligência com vista à detenção dos autores do crime continuam”, disse Langa.

Recorde-se que, há dias, Amabélia Chuquela, procuradora-geral da República adjunta, disse que pelo menos 11 pessoas foram traficadas no primeiro semestre do ano em curso, nas províncias de Maputo, Gaza, Manica, Tete e Zambézia, sendo a extracção de órgãos humanos, o trabalho forçado, a exploração sexual e a prostituição forçada as principais motivações.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2vvw7jx

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário