quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Cidadão tenta apoderar-se de bebé alheio e acaba nas celas em Tete

Um homem de 53 anos de idade encontra-se privado de liberdade, desde segunda-feira (23), na cidade de Tete, província com o mesmo nome, acusado de tentativa de rapto de um bebé de três semanas de vida, no recinto do Hospital Provincial de Tete (HPT).

O caso ocorreu por volta das 08h00 daquele dia, defronte da maternidade daquela unidade sanitária, quando o recém-nascido, por sinal gémeo, estava nos braços da irmã de nove anos de idade, enquanto a mãe se encontrava numa consulta médica de rotina com a outra criança.

A progenitora disse que quando saiu da sala do médico a sua filha mais velha, com que havia deixado o bebé, esta a chorar. Antes de perguntar o que se passava viu, a poucos metros, um indivíduo a fugir com o seu filho.

Num outro desenvolvimento, a senhora contou que saiu aos gritos para pedir ajuda num posto policial que funciona a poucos metros do HPT.

Por sua vez, os agentes da Lei e Ordem, apercebendo-se do desespero de uma mãe, não se fizeram de rogados, tendo apertado o cerco e detido o indiciado ainda no recinto hospitalar.

O visado, vive na periferia daquela urbe, alegou que julgava que o bebé era da sua esposa, que alegadamente também se encontrava na maternidade para dar à luz.

Porém, ele contradisse a si próprio quando afirmou que a sua suposta mulher não está grávida. “Estou à espera de sair daqui (das celas) para perguntar a minha senhora de quem é a criança”.

Enquanto isso, a PRM em Quelimane deteve um cidadão acusado de assalto a residências com recurso a uma pistola de brinquedo. As autoridades estão no encalço de outros integrantes da quadrilha da qual o acusado fazia parte.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2jU4wjb

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário