sexta-feira, 20 de julho de 2018

Xiconhoquices da semana: Aumento da população prisional; Situação financeira da LAM; Crimes ...

Os nossos leitores elegeram as seguinte Xiconhoquices na semana finda:

Aumento da população prisional

É preocupante o crescente número da população prisional em Moçambique, ou seja, apesar de estarem a ser aplicadas penas alternativas à prisão, realizados julgamentos em campanha para reduzir a população prisional essa não pára de aumentar tendo crescido para mais de 20 mil reclusos, contra 18 mil no ano passado. Aliás, essa situação também deve o uso abusivo de prisão preventiva por parte das autoridades do sector. Pouco mais de 1/3 dos presos estão nessa situação, o que demonstra a inoperância dos órgãos da justiça no país. As cadeias continuarão a estar superlotadas se a justiça moçambicana não ser mais eficiente, e a prisão preventiva não de ser feita de forma abusiva e excessiva como tem estado a acontecer.

Situação financeira da LAM

A situação por que passa as Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) é deveras clamorosa. De ano para ano, a situação financeira da companhia de bandeira nacional tem vindo a agudizar-se. Só durante o exercício económico de 2016, por exemplo, a situação foi caótica, tendo em conta que o capital próprio negativo degradou-se para mais de 1,5 bilião de meticais e as perdas acumuladas quase dobraram para 7,1 biliões de meticais. Além disso, as dívidas com os bancos comerciais subiram de forma galopante. Na verdade, não se podia esperar outra situação para além dessa, quando se tem uma empresa pública em que o Governo da Frelimo faz da sua vaca leiteira.

Crimes passionais violentos

Os crimes passionais têm estado a aumentar nos últimos tempos no país, mostrando que algo deve ser feito urgentemente de modo que a situação não atinja proporções alarmantes. Quase todos os dias a nível do país são reportados casos de violência motivadas por razões passionais. A situação mais recente envolve um jovem de 35 anos de idade que perdeu a vida depois de ter sido golpeado à navalha, por um amigo, durante uma briga supostamente passional, num bairro periférico da cidade de Maputo. Esses casos são sintomáticos do quão doentia anda a nossa sociedade. Há cada vez mais moçambicanos que optam pela violência para resolver as diferenças.



via @Verdade - Últimas https://ift.tt/2LxEXS1

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário