domingo, 28 de maio de 2017

Beneficiando 700 mil habitantes em 30 localidades: Governo investe 430 milhões de meticais na ...

Fim de SemanaO Governo moçambicano, através do Fundo de Acesso Universal (FUSAU) vai investir, no presente ano, cerca de 430 milhões de meticais na expansão da rede de telecomunicações para 30 localidades do País. A medida visa permitir acesso a telecomunicações a cerca de 700 mil habitantes.

Conforme revelou o ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, foi no quadro do exercício do seu papel social que o Governo decidiu criar o FSAU, que tem por objectivo materializar o acesso universal das telecomunicações no País.

Trata-se de um mecanismo comparticipado pelos operadores de telecomunicações em Moçambique, que visa financiar programas e projectos de telecomunicações em áreas não economicamente viáveis, de acordo com a explicação do ministro.

Aliás, Carlos Mesquita assumiu que a decisão de se criar este fundo prende-se, igualmente, com o facto de se reconhecer que, em Moçambique, apesar de o mercado das telecomunicações ser promissor, “precisa crescer de forma harmoniosa, observando o direito universal de acesso às comunicações a todos os cidadãos”.

Para além deste investimento de 430 milhões de meticais só para o ano de 2017, o ministro revelou, por outro lado, que “decorrem, igualmente, trabalhos com vista à edificação de seis telecentros, unidades de acesso e difusão do serviço das comunicações nas comunidades”.

O governante fez estes pronunciamentos durante a celebração, em Maputo, do quinto aniversário de operações da Movitel, acontecimento sobre o qual Carlos Mesquita considera tratar-se da melhor decisão tomada pelo Governo.

“A decisão de atribuir a terceira licença ao operador de telefonia móvel, em 2010, foi fundamentada por estudos consistentes, que apontavam para um potencial do mercado que, volvidos cinco anos desde a sua entrada em funcionamento, temos o orgulho de afirmar que foi a melhor decisão que tomamos, dados os feitos da operadora e a resposta positiva do mercado”, assumiu.

O embaixador da República Socialista do Vietname em Moçambique, Nguyen Van Trung, que também discursou no evento, assegurou, por sua vez, que a relação de muitos anos, mantida pelos dois países, sempre foi afectuosa e de cooperação, com destaque para o apoio prestado pelo Vietname à luta de libertação nacional.

“Quando Moçambique alcançou a independência, há 42 anos, a República Socialista do Vietname também alcançou a sua unificação nacional, o que abriu uma era de paz e de desenvolvimento”, disse Nguyen Van Trung, acrescentando que, actualmente, aquele país asiático continua a acompanhar o nosso País no caminho do desenvolvimento, afim de trazer prosperidade e felicidade para o povo moçambicano.

O embaixador referiu, ainda, que os dois países continuam a cooperar em áreas como agricultura, educação e saúde, sendo que, desde 2012, o Vietname tem investido na área das telecomunicações através da Movitel.

“Este é, para já, o mais importante e significativo investimento do Vietname em Moçambique. Reconhecemos que, volvidos cinco anos de operação, a Movitel registou grandes progressos, contando actualmente com cerca de dois mil funcionários e cinco milhões de clientes”, revelou o embaixador da República Socialista do Vietname em Moçambique.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2qtMZ3T

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário