quinta-feira, 11 de maio de 2017

Insegurança rodoviária impera nas estradas moçambicanas

Vinte e sete pessoas morreram e outras 54 contraíram ferimentos, 18 das quais com gravidade, devido a pelo menos 35 acidentes de viação, ocorridos entre a última semana de Abril e a primeira de Maio corrente, no território moçambicano.

A situação, pese embora continue preocupante, reduziu ligeiramente em relação a igual período do ano passado, em que foram registados 29 óbitos e 102 feridos, das quais 45 com escoriações graves, por conta de 37 sinistros rodoviários.

Dos 35 acidentes da semana finda, “21 foram do tipo atropelamento carro/peão, seis despistes e capotamento”, entre outros, segundo Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM).

O excesso de velocidade e a má travessia de peões foram as causas mais significativas.

A Polícia de Trânsito (PT), posicionada em diferentes vias do país, fiscalizou um total de 37.362 viaturas, cujos proprietários de 4.814 delas foram multados e 1.359 cartas de condução apreendidas em resultado do cometimento de diversas irregularidades, disse a corporação.

Num outro desenvolvimento, Inácio Dina contou que 15 indivíduos estão privados de liberdade em consequência da condução ilegal.

Outros dois cidadãos também encontram-se a ver o sol aos quadradinhos por alegada tentativa de suborno a agentes da PT em plena via pública, com valores que variam de 100 e 200 meticais, nas províncias de Cabo Delgado e Tete, respectivamente.

Numa outra operação, a PRM recuperou 13 armas de fogo, um das quais do tipo AK-47, três pistolas e nove caçadeiras. Destas, sete eram de fabrico caseiro e foram entregues voluntariamente por alguns residentes do distrito de Funhalouro, província de Inhambane.

Foram igualmente reavidas 145 munições, das quais 113 de uma arma do tipo AK-47, 30 de pistolas e duas para caçadeiras, de acordo com o porta-voz do Comando-Geral, que falava terça-feira (09), no habitual briefing à comunicação social.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2q9lzm2

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário