domingo, 9 de julho de 2017

Bottas segura Vettel e vence GP da Áustria

Valtteri Bottas venceu o Grande Prêmio da Áustria com a Mercedes neste domingo, com Sebastian Vettel apenas 0,6 segundo atrás e aumentando a sua vantagem na liderança em relação a Lewis Hamilton para 20 pontos após nove corridas. Hamilton, companheiro de equipe de Bottas, largou em oitavo lugar após uma punição por ter trocado a caixa de mudanças e terminou em quarto.

Agora, Vettel tem 171 pontos contra 151 de Hamilton. Bottas é o terceiro no mundial de pilotos com 136.

"Eu tive um déjà-vu do final da Rússia", disse Bottas, em referência à sua primeira vitória na Fórmula 1, em Sochi, em Abril, quando Vettel outra vez quase o ultrapassou nas últimas voltas e também cruzou a linha de chegada apenas 0,6 segundo atrás. "No começo eu consegui controlar a corrida, mas foi mais difícil no fim", completou.

O australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, ficou em terceiro, em um circuito que é propriedade da empresa de energéticos. Foi seu quinto pódio consecutivo, com Hamilton pressionando até a bandeira quadriculada.

A vitória depois de largar da pole position foi a segunda da temporada e da carreira de Bottas, que chegou à Mercedes em Janeiro para substituir o aposentado campeão mundial de 2016, Nico Rosberg.

Além das voltas finais, com Vettel próximo à Mercedes em um final nervoso e Bottas olhando ansiosamente pelo retrovisor enquanto batalhava com pneus desgastados, o maior susto do finlandês foi no começo da prova. Bottas reagiu com muita precisão, largando tão rápido que Vettel imediatamente questionou se a Mercedes havia queimado a largada. Os fiscais investigaram e não tomaram medidas.

"Acho que foi a largada da minha vida", disse Bottas. "Eu estava certo que ele havia queimado", afirmou Vettel, que acredita que teria vencido com mais uma volta. "Como você se sentiria se ficasse a meio segundo do vencedor? Foi muito próximo".

Enquanto Bottas liderava o caminho, pedaços de carroceria voavam atrás dele em uma batida de três carros que produziu lamentos em alguns dos 10.000 torcedores holandeses no circuito que viram o companheiro de Ricciardo, o adolescente Max Verstappen, abandonar a corrida. Foi o quinto abandono do holandês de 19 anos na temporada.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, terminou em quinto lugar, com o francês Romain Grosjean em sexto com a Haas, e os pilotos da Force India, Sergio Pérez e Esteban Ocon, na sequência.

A Williams, com a dupla Felipe Massa e Lance Stroll, completou a zona de pontuação, após largarem em 17º e 18º. Fernando Alonso, da McLaren, assim como Verstappen, abandonou a prova sem completar uma volta, após ter sido acertado por trás pela Toro Rosso de Daniel Kvyat e empurrado o piloto holandês. Kvyat recebeu uma passagem pelos boxes de punição.



via @Verdade - Últimas http://ift.tt/2u3bFov

Related Posts by Categories



0 comments:

Enviar um comentário